Posts tagged ‘blusa’

A morte do Plebeu

Já viram o filme “A rainha”(o da foto aê) ? Eu ainda não, acho que deve ser bom, já que muita gente falou dele ano passado.

Mais vamos aos fatos…..

É…

Ultimamente tenho lido algumas histórias de vida em alguns blogs, então decidi escrever uma derrota clássica em minha curta e obesa vida.

Rio de Janeiro, Janeiro de 2004, verão carioca (Hell City).

Como sou tamanho XL, quer dizer o calor aumenta consideravelmente para o meu corpo, mais não vem ao caso, vamos os fatos.

Na época freqüentava muito a casa de uma colega, mais por falta do que fazer mesmo, pois estava na entressafra de colégio e faculdade, numa dessas visitas me deparo com uma mulher (acho) que me atende no portão.

– Oi, a fulana tai?

– Há ta sim, pode entrar.

Como é de praxe fiquei esperando no vasto quintal dela (cinco x três), até que a fulana chega e me pergunta:

– Conhece minha prima a beltrana?

– Há sim, oi, tudo bom com você?

Nisso já reparei que ela me olhou de cima a baixo e disse:

– Melhor agora.

Conversamos e tal, a fulana se intrometendo, querendo dar pitacos em tudo que falávamos. até que eu me enchi e fui embora.

Alguns dias se passaram e todo mundo torrando meu ouvido para eu sair com a beltrana.

– Há Cosme, ta sozinho mesmo, dar uns “pegas” não custa nada, vai lá.

Tudo bem, lá fui eu para a que seria a história mais engraçada e revoltante da minha vida.

Marquei de buscá-la em casa como bom nerd que sou.

Como eram umas 16h00min de um sol de janeiro, estava o inferno na terra.

Chegando lá para levá-la ao cinema, me deparo com o seguinte traje:

Uma blusa amarelo ovo, uma calça de sei lá que marca, abaixo do umbigo (deixando aparecer o hambúrguer para fora da blusa) e uma inimaginável sombra prata (confirmei com cinco mulheres e todas não usariam) que quando batia o sol, eu ficava completamente cego ao olhar para ela.

Confesso que não conseguia trocar duas palavras com a coisa, pois quando olhava dava vontade de rir e ela se quer conseguia expressar uma frase com o mínimo de assunto interessante, então eu só ficava no “hum, entendi, sério?, poxa, pois é”.

Agora vem a parte da derrota fantástica:

Entrando no G.Rio Mall ela pergunta:

– Cosme, eu vou ser sua rainha?

Eu obviamente sem conseguir olhar para a face da criatura respondi:

– Sei lá, acho que vai né?

Dae vem à frase que eu guardo com um infinito pesar:

Hum então você vai ser o meu “SÚBITO”.

Simplesmente não respondi nada, a mão fechou, eu olhei pro alto e pensei: “Foi brincadeira do Senhor não foi?”

Simplesmente não consegui fazer mais nada, dei uns beijinhos e tal, mais por que ela veio pra cima do que ao contrario.

Até hoje lembro disso com revolta, de que fui “ficar” com alguém por pressão da maioria e a própria maioria me pediu desculpa, pois não sabiam o quão burra era o troço.

É isso aê povo, não é tão engraçado assim, mais foi uma puta derrota…

Abraços

31 de julho de 2008 at 11:08 am 7 comentários


Feed-se

Pingar o BlogBlogs
Adicionar aos Favoritos BlogBlogs
BlogBlogs
Itens de Kosmidis Vá para Kosmidis galeria

Smashes

  • 169,335 Hit Combo